PPEC 2013-2014

O PPEC 2013-2014 aprovou 70 medidas implementadas por 29 promotores entre 2014 e 2016.

Os benefícios sociais alcançados com a implementação das medidas tangíveis aprovadas (cerca de 152 milhões de euros) são muito superiores ao financiamento do PPEC (17 milhões de euros). Os efeitos benéficos das medidas implementadas permanecerão até 2034, prevendo-se representar cerca de 1 785 GWh de consumo evitado acumulado. Considerando as medidas intangíveis estes benefícios preveem-se ser valorizados em 185 milhões de euros.

Foram consideradas elegíveis ao concurso do PPEC 2013-2014, 207 medidas apresentadas por 65 promotores, no valor total de 58,8 milhões de euros. Estes custos representaram cerca de 2,6 vezes a dotação orçamental do concurso, o que conduziu a que o concurso tivesse um forte carácter competitivo.

Nos termos da Portaria n.º 26/2013, de 24 de janeiro, o membro do Governo responsável pela área da energia homologou as medidas do PPEC 2013-2014, tendo a listagem sido publicada através do Despacho n.º 423/2014, de 9 de janeiro. A lista de medidas vencedoras foi avaliada pela ERSE, na perspetiva da regulação económica, e pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG), na perspetiva da política energética.

 


Nota Informativa
Quadros de Apoio
Impactes e benefícios das medidas aprovadas
Relatório conjunto ERSE/DGEG de avaliação do PPEC 2013-2014
Anexo I - Avaliação das candidaturas submetidas no âmbito do PPEC (listagem das medidas vencedoras)
Anexo II – Relatório ERSE com os critérios de avaliação na perspetiva da regulação - Documento principal
Anexo II – Relatório ERSE com os critérios de avaliação na perspetiva da regulação - Anexo das fichas dos critérios métricos
Anexo II – Relatório ERSE com os critérios de avaliação na perspetiva da regulação - Anexo das fichas dos critérios não métricos
Anexo III – Critérios de avaliação relacionados com objetivos e instrumentos de política energética (DGEG)
Anexo IV – Discussão das Reclamações ao PPEC 2013-2014

 

PPEC 2011-2012

O PPEC 2011-2012 aprovou 57 medidas implementadas por 20 promotores entre 2011 e 2013.

Os benefícios sociais alcançados com a implementação das medidas aprovadas foram muito superiores aos custos. Os efeitos benéficos das medidas implementadas permanecerão até 2032, representando cerca de 2 886 GWh de consumo evitado acumulado, o consumo anual de cerca de 974 mil famílias, e em termos de emissões de CO2 evitadas, é equivalente a cerca de 475 mil automóveis em circulação durante um ano.

Foram apresentadas ao concurso do PPEC 2011-2012, 165 medidas apresentadas por 48 promotores, no valor total de 58 milhões de euros. Estes custos representaram cerca do triplo da dotação orçamental em 2011-2012, o que conduziu a que o concurso tivesse um forte carácter competitivo. 

 


  • Avaliação do PPEC 2011-2012

Balanço e Resultados do PPEC 2011-2012
Anexo I - Descrição das Medidas aprovadas
Anexo II - Consumos evitados tangíveis

  • Medidas aprovadas

Medidas aprovadas
Discussão das Reclamações ao PPEC 2011-2012

  • Seriação e avaliação das medidas candidatas

Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica 2011-2012
Apresentação
Breves notas de enquadramento
Fichas dos Critérios Métricos
Fichas dos Critérios Não Métricos

 

 

PPEC 2009-2010

O PPEC 2009-2010 aprovou 50 medidas que foram implementadas por 21 promotores.

Foram consideradas elegíveis ao concurso do PPEC 2009-2010, 125 medidas apresentadas por 29 promotores, no valor total de 58 milhões de euros. Estes custos representam cerca do triplo da dotação orçamental em 2009-2010, o que levou a que o concurso tivesse um forte carácter competitivo.

No documento "Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC 2009-2010) – Período de Implementação 2009 a 2012 – Balanço e Resultados" apresentam-se os resultados finais da terceira edição do PPEC, cuja implementação terminou no final de 2012, nomeadamente as ações implementadas, o seu custo e os benefícios alcançados.

Em termos globais, os objetivos que o PPEC pretendia atingir foram alcançados com sucesso, sendo mesmo largamente ultrapassados: foi possível aumentar em 28% as poupanças previstas e as emissões de CO2 evitadas, a um custo inferior ao previsto em cerca de 35%.

Os benefícios sociais alcançados com a implementação das medidas tangíveis e intangíveis aprovadas foram muito superiores aos custos. Os efeitos benéficos das medidas implementadas permanecerão até 2030, representando 3 858 GWh de consumo evitado acumulado, o que corresponde ao consumo anual de cerca de 1 302 mil famílias. Em termos de emissões de CO2 evitadas, é equivalente a cerca de 634 mil automóveis em circulação durante um ano.

 

Apresentação
Breves notas de enquadramento
Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica para 2009-2010
Fichas de Avaliação dos Critérios Métricos (PPEC 2009-2010)
Fichas de Avaliação dos Critérios Não Métricos (PPEC 2009-2010)
Medidas aprovadas

 

PPEC 2008

No âmbito do PPEC 2008 foram recebidas 140 candidaturas e consideradas elegíveis 131 medidas apresentadas por 21 promotores, com custos candidatos à comparticipação do PPEC no valor de 46 milhões de euros, aproximadamente o quíntuplo do orçamento do PPEC ainda disponível para 2008 (9,3 milhões de euros), o que levou a que o concurso tivesse um forte carácter competitivo.

No documento "Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC 2008) – Período de Implementação 2008 a 2011 – Balanço e Resultados" apresentam-se os resultados finais da segunda edição do PPEC, cuja implementação terminou em meados de 2011, nomeadamente as ações implementadas, o seu custo e os benefícios alcançados.

Em termos globais, os objetivos que o PPEC pretendia atingir foram alcançados com sucesso, sendo mesmo largamente ultrapassados: foi possível aumentar em 33% as poupanças previstas e as emissões de CO2 evitadas, a um custo inferior ao previsto em cerca de 17%.

A totalidade das medidas permite evitar, até 2025, o consumo de 1 171 GWh de energia elétrica, o que corresponde ao consumo anual de cerca de 391 mil famílias, e 433 mil toneladas de CO2 evitadas, o que equivale às emitidas por cerca de 194 mil automóveis em circulação durante um ano.

Assim, esta segunda edição permitiu obter benefícios de 91 milhões de euros, nove vezes superiores aos 10 milhões de euros investidos.

 


Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica para 2008
Fichas dos Critérios Métricos
Fichas dos Critérios Não Métricos
Discussão das reclamações ao PPEC 2008
Apresentação
Medidas aprovadas
Breves Notas
Indicadores relativos ao PPEC 2008

 

PPEC 2007

No âmbito do PPEC 2007, foram recebidas 72 candidaturas e consideradas elegíveis 62 medidas apresentadas por 8 promotores, no valor de 27 milhões de euros, aproximadamente o triplo do orçamento do PPEC para 2007 (10 milhões de euros), o que levou a que o concurso tivesse um forte carácter competitivo.

No documento "PPEC 2007 - Balanço e Resultados" apresentam-se os resultados finais da primeira edição do PPEC, cuja implementação terminou em abril de 2010, nomeadamente as ações implementadas, o seu custo e os benefícios alcançados.

Em termos globais os objetivos que o PPEC pretendia atingir foram alcançados com sucesso, sendo mesmo largamente ultrapassados: foi possível duplicar as poupanças previstas e as emissões de CO2 evitadas, a um custo inferior ao previsto em cerca de 7%.

A totalidade das medidas permite evitar, até 2023, o consumo de 770 GWh de energia elétrica, o que corresponde ao consumo anual de cerca de 257 mil famílias, e 285 mil toneladas de CO2 evitadas, o que equivale às emitidas por cerca de 127 mil automóveis em circulação durante um ano.
Esta primeira edição permitiu obter benefícios de 74 milhões de euros, sete vezes superiores aos 10 milhões de euros investidos.

A ERSE realizou no dia 11 de fevereiro de 2011, no Centro Cultural de Belém, o Seminário "Avaliação de Resultados e Perspetivas Futuras" que visou divulgar os resultados do PPEC 2007 e discutir as perspetivas futuras sobre a promoção da eficiência no consumo de energia elétrica.
Foram apresentados pela ERSE os resultados finais da primeira edição do PPEC, nomeadamente as ações implementadas, o seu custo e os benefícios alcançados, e relatadas pelos promotores algumas das medidas do PPEC 2007.

O seminário teve também como objetivo promover o debate sobre as perspetivas futuras para a promoção da eficiência no consumo da energia elétrica, contando com um painel com as participações da DECO, da CIP, da Quercus e da Universidade de Coimbra.

A ERSE organizou ainda uma exposição na qual 15 promotores apresentaram conteúdos e materiais de algumas medidas de promoção da eficiência no consumo de energia implementadas ao longo das várias edições do programa.

 


Plano de Promoção de Eficiência no Consumo de Energia Elétrica para 2007