20 Fevereiro 2017
Diminuir
Aumentar
Enviar Email
Imprimir
  • Mercado Grossista de Electricidade 


    A estrutura do mercado eléctrico reflecte a organização do próprio sector e das actividades que o compõem, designadamente a que decorre do processo de liberalização que é um traço comum na Europa.

    No âmbito do processo de liberalização dos mercados, em que as actividades de redes se consideram monopólios naturais e são, por isso, objecto de regulação económica, a produção e a comercialização de electricidade estão abertas à concorrência, com a justificação económica de introduzir maior eficiência na gestão e operação dos recursos afectos a estas actividades.

    A actividade de produção de electricidade em regime de mercado está associada a um mercado grossista, em que os agentes presentes na produção asseguram a colocação da mesma e os agentes que necessitam abastecer-se de electricidade procuram adquiri-la, seja para satisfazer a carteira de fornecimentos a clientes finais, seja para consumo próprio. A actividade de comercialização está associada a um mercado retalhista, em que os agentes comercializadores concorrem para assegurar o fornecimento dos clientes finais.

    A estas actividades principais, o modelo de liberalização do sector eléctrico veio acrescentar a existência de mercados organizados, que se constituem como plataformas de negociação tendencialmente independentes dos agentes tradicionais que actuam nas actividades de produção e de comercialização de electricidade.

    O acompanhamento do que é o funcionamento do mercado de electricidade no actual contexto de liberalização, obriga a que se preste atenção aos mercados organizados (de forma simples, bolsas para efectuar trocas de energia), bem como à evolução de outros mercados cujas matérias aí transaccionadas influem na formação do preço da electricidade (por exemplo, carvão, petróleo, gás natural, emissões de dióxido de carbono, mercados financeiros, etc.).

    Por outro lado, a contratação de electricidade envolve múltiplas formas, desde a contratação para o dia seguinte (mercado diário), para prazos mais longos (mercado a prazo) ou de forma bilateral e/ou através de mecanismos legais ou regulamentares específicos.
Partilhe esta informação: Digg it!Facebookdel.icio.usNewsvineStumble-uponReddit!
Portal do Consumidor de Energia
Comercializadores
Tarifa Social
Simuladores
PPEC 2017-2018
Livro "A Regulação da Energia em Portugal 2007-2017"