20 Novembro 2018
Diminuir
Aumentar
Enviar Email
Imprimir
  • Gás Natural: Mercado livre cresceu 4,8% em setembro para 1,18 milhões 


    O mercado liberalizado registou em setembro um crescimento líquido de 4,5 mil clientes face a agosto e uma subida de 4,8% face a igual mês do ano passado para 1,18 milhões de clientes. Permanecem no mercado regulado, abastecidos pelo comercializador de último recurso (CUR), com tarifa transitória, cerca de 292 mil clientes esmagadoramente concentrados no segmento de pequenas e médias empresas (PME) e residenciais.

    Em termos de consumo, registou-se um aumento de 24 GWh face a agosto atingindo 41 460 GWh em setembro, o que representa um acréscimo de 0,1% face ao mês anterior e 2,4%, face ao mês homólogo. O consumo no mercado livre representa em setembro mais de 97% do consumo total registado em Portugal continental.

    A quase totalidade dos grandes consumidores está já no mercado livre, enquanto a percentagem de domésticos apresenta um ligeiro decréscimo de 0,2 p.p. face ao mês de agosto, representando no mês de setembro cerca de 82% do consumo total do segmento.

    Em termos de quota de mercado, a Galp manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em consumo (57%), tendo subido 1,2 pontos percentuais face a agosto, enquanto a EDP Comercial manteve a sua posição de liderança em número de clientes (56%), apesar de ter registado uma quebra de 1,6 pontos percentuais relativamente a setembro do ano passado.

    A Galp reforçou a sua liderança nos segmentos de clientes industriais (54%) e de grandes consumidores (59%) enquanto a EDP mantém a liderança nos segmentos das PME (45%) e residencial (55%).

    Para saber mais consulte Mercado Liberalizado Gás Natural – Situação setembro de 2018

Partilhe esta informação: FacebookLinkedInTwitterGoogle+
Portal do Consumidor de Energia
Simuladores
Comercializadores
Tarifa Social
Como Funciona Eletricidade
O Gás Natural: Como funciona?
Balcão Único
 

Este sítio utiliza cookies para assegurar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.  Saber mais