16 Julho 2018
Diminuir
Aumentar
Enviar Email
Imprimir
  • Eletricidade: Mercado liberalizado representa já 94% do consumo nacional 


    O mercado livre de eletricidade registou em maio um crescimento líquido de 12 mil clientes face a abril cifrando-se em 5,027 milhões de clientes. Face a igual mês do ano passado o mercado liberalizado cresceu 3,6%, representando atualmente 81% do número total de clientes e 94% do consumo registado em território nacional.

    A totalidade dos grandes consumidores está praticamente toda no mercado livre, enquanto a percentagem de domésticos continua a aumentar, representando 85% do consumo total do segmento face aos 83% registados em maio de 2017.

    No global, a carteira de clientes ainda fornecidos no mercado regulado ascende a cerca de 1,17 milhões de clientes face aos mais de 6 milhões de clientes existentes no país. Com a possibilidade dos consumidores domésticos de eletricidade optarem pelo regime equiparado ao das tarifas transitórias ou reguladas, regressaram ao mercado regulado 188 clientes em maio  (3 478 desde o início de 2018).

    Em termos de consumo, registou-se um aumento de 38 GWh face a abril para um total de 42 597 GWh, o que representa um crescimento de 3,2% face ao mês homólogo de 2017.

    Quanto às quotas de mercado, a EDP Comercial manteve a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (82%) e em termos de consumo (42%).
    A Endesa mantém a sua liderança no segmento de clientes industriais (29%), reforçando a sua quota em 0,4 pontos percentuais (p.p), enquanto a Iberdrola (33%) mantém a liderança no segmento dos grandes consumidores com um ganho de 0,2 p..

    Para saber mais consulte Mercado Liberalizado – Situação a maio de 2018

Partilhe esta informação: FacebookLinkedInTwitterGoogle+
Portal do Consumidor de Energia
Simuladores
Comercializadores
Tarifa Social
Como Funciona Eletricidade
O Gás Natural: Como funciona?
 

Este sítio utiliza cookies para assegurar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.  Saber mais